O que defende um vereador da Esquerda Marxista do PT



Nossa campanha está ao lado dos trabalhadores e da juventude na luta por melhorias reais nas condições de vida do povo e por um futuro digno. Não aceitamos dinheiro de bancos e empresas. A arrecadação de nossa campanha está baseada em contribuições de simpatizantes, militantes e apoiadores. Entendemos que a independência financeira é a condição necessária para conquistarmos um mandato sem rabo preso com a classe dominante, mas profundamente comprometido com aqueles que são explorados por esse sistema.

Acreditamos que os trabalhadores organizados e mobilizados são a única força capaz de construir uma sociedade justa, fraterna e igualitária. Como afirmou Karl Marx: “A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores”. Nosso mandado pretende ser um ponto de apoio para a luta de jovens e trabalhadores por suas reivindicações tanto no âmbito municipal, quanto nas lutas em nível estadual e federal, onde muitas das questões que tocam a vida do povo são decididas. Somos parte da luta de nossa classe, por isso, não nos limitamos ao trabalho parlamentar dentro das instituições burguesas.

No atual sistema em que vivemos, a classe trabalhadora produz toda a riqueza social, mas uma minoria parasitária apropria-se dessa riqueza. Enquanto para patrões, banqueiros e latifundiários sobram casas confortáveis, educação de alto nível e os melhores e mais avançados tratamentos médicos, para os trabalhadores sobram moradias precárias, escolas sucateadas, filas e falta de condições no atendimento nos hospitais públicos. Em nossa opinião, aqueles que produzem a riqueza devem ter o direito de decidir a distribuição dessa riqueza. Por isso, defendemos um governo socialista dos trabalhadores! Para avançar nesse sentido, é impossível manter um governo junto com os inimigos dos trabalhadores, o PT deve romper as alianças com os partidos capitalistas (como o PMDB de Sarney/Temer, o PSD de Kassab, o PP de Maluf, o PTB de Collor, etc).

Nossa candidatura é uma candidatura petista fiel aos princípios que originaram nosso partido. Não sucumbimos ao pragmatismo eleitoral. Continuamos de acordo com o Manifesto de Fundação do PT que explicava:

“O PT afirma seu compromisso com a democracia plena e exercida diretamente pelas massas. Neste sentido proclama que sua participação em eleições e suas atividades parlamentares se subordinarão ao objetivo de organizar as massas exploradas e suas lutas.”

O capitalismo passa por uma crise mundial e os seus efeitos já começam a chegar no Brasil. Multiplicam-se as notícias de demissões e licenças, como a ameaça de demissão de 1500 operários da GM de São José dos Campos. O emprego industrial está em queda há 10 meses. Nossa candidatura está ao lado dos trabalhadores e seus sindicatos na luta para que não sejam os trabalhadores a pagar pela crise do capitalismo. Somos contra as medidas de cortes nos direitos dos trabalhadores, lutamos pela ampliação dos direitos e medidas de defesa da classe diante da crise, como a estabilidade no emprego. Apoiamos os servidores federais em greve e suas reivindicações.

Somos pelo fim do pagamento da dívida interna e externa, que suga quase metade do orçamento federal para pagar juros e amortizações da dívida principalmente a banqueiros nacionais e estrangeiros. Essa submissão ao capital reflete-se diretamente no âmbito municipal com a Lei de Responsabilidade Fiscal, lei implementada na era FHC que engessa o orçamento de municípios, Estados e da União para garantir o superávit fiscal primário para o pagamento da dívida.

 Nossa candidatura, em resumo, tem entre seus eixos centrais:

· Pela previdência pública e solidária! Fim do fator previdenciário! Revogação de todas as Reformas da Previdência implantadas desde a era FHC!

· Pelo fim da Lei de Responsabilidade Fiscal! Não pagamento da dívida interna e externa!

· Os trabalhadores não devem pagar pela crise! Contra as demissões e a retirada de direitos! Que a presidente Dilma decrete a estabilidade no emprego para todos!

· Passe-Livre para os estudantes!

· Por saúde e educação pública, gratuita e de qualidade para todos! Fim das parcerias público-privadas, como as existentes com OSs (Organizações Sociais) e OSCIPs (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público)!

· Em defesa do servidor público, de seus direitos trabalhistas, sociais e previdenciários e por melhores salários e condições de trabalho!

· Em defesa da luta por moradia e contra a especulação imobiliária!

· Reforma Agrária já!

· Contra a perseguição aos dirigentes das Fábricas Ocupadas, pelo fim da criminalização dos movimentos sociais!

· Por um governo socialista dos trabalhadores!

Junte-se a nós nessa campanha!

. Bookmark the permalink.

1 Response to O que defende um vereador da Esquerda Marxista do PT

  1. meu voto vai pra quem esta junto com a população mesmo forra das epocas politicas!!

Deixe seu comentário

Tecnologia do Blogger.